“A flor do equinócio”, “Bom dia” e “O fim do outono”, de Yasujirô Ozu

yasujiro ozu ohayo

 

Parafraseando um dos seus mais emblemáticos títulos, celebremos o facto de, um ano depois da primavera comercial tardia de “Viagem a Tóquio” (1953) e “O gosto do saké” (1962), Yasujirô Ozu estar de regresso aos cinemas portugueses com um ciclo no Espaço Nimas (com uma breve passagem, em agosto, pelo Theatro Circo, Braga, e, em setembro, também pelo portuense Teatro Municipal Campo Alegre), que, a partir de hoje, exibirá três das mais esplendorosas longas metragens da fase final da sua filmografia, agora em versões restauradas digitalmente. “A flor do equinócio” (1958), “Bom dia” (1959) e “O fim do outono” (1960) são três dos apenas seis filmes que Ozu dirigiu a cores. Talvez por esse motivo, as três obras que agora iluminam a sala do Nimas parecem sublinhar e consolidar as particularidades que distinguem a vasta carreira do realizador, não somente quanto às escolhas narrativas – o tema da família e das Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema

Jagwa Music, concertos em Lisboa, Sines e Barcelos

jagwa music

 

Os Jagwa Music, associação de músicos de rua da Tânzania e guardiões universalistas do arsenal de códigos sónicos a que se convencionou chamar mchiriku, constituem-se num som de indesmentível vigor e de inequívoco rigor, de ânsia rítmica e dissonância melódica. Música visceralmente original – porque em ligação direta à nossa origem sensorial – e radical – porque em permanente exploração das Continue reading

Leave a comment

Filed under Música

Gabriela Albergaria na Vera Cortês Art Agency, Lisboa

gabriela albergaria european copper beech wave hill garden ny 2014

 

O corpus artístico que Gabriela Albergaria tem vindo a desenvolver nas últimas décadas tem uma coerência que evidencia um ímpeto entusiasta para explorar um tema até à sua exaustão. Certos trabalhos tiveram origem numa exploração concetual dos jardins e parques enquanto representações do nosso imaginário. No entanto, com esta parecem surgir outros problemas que lhe são extensíveis, tais como a Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas

“Tiny worlds”, de Rushes

rushes tiny worlds

 

São pequenas histórias acerca do que acontece quando passamos, distraidamente, pela rua. Nesses mundos em miniatura, ocultam-se maravilhas – máquinas-brinquedo que cuidam dos Continue reading

Leave a comment

Filed under Video

“Lego building guides”, de Chris McVeigh

chris mcveigh rotary telephone red

 

Tinham um seletor giratório, uma emoção em jogo de disco com orifícios, um para cada número, para diante e para trás, com um sofisticado clique final. Os mais comuns eram pretos, mas também os havia em verde. O mais icónico era, sem dúvida, o Continue reading

Leave a comment

Filed under Brinquedos, Design, Fotografia

“Water fountain”, de Tune-Yards

joel kafali tune yards water fountain

 

Celebramos o absurdo neste dia do trabalhador com o novo videoclipe dos Tune-Yards, da autoria de Joel Kafali, que anuncia a chegada do novo álbum do grupo, “Nikki nack”, publicado na próxima semana – “Water fountain” é musicalmente tão previsível quão Continue reading

Leave a comment

Filed under Música, Video

“A bird ballet”, de Neels Castillon

neels castillon a bird ballet

 

Não é um filme de Hitchcock. Não é uma montagem. Ou talvez até seja. Não importa. Um acaso maravilhoso permitiu que uma equipa de filmagens, à espera de gravar um anúncio com um helicóptero voando em direção ao por do sol, fosse surpreendida por um Continue reading

Leave a comment

Filed under Dança, Publicidade, Video

Celebrando o 25 de abril na literatura para crianças e jovens

antonio jorge goncalves salgueiro maia o homem do tanque da liberdade

 

“A revolução dos cravos”, entre contos e poemas, ilustrações e fotografias, continua a cativar escritores e ilustradores. As dimensões míticas que se agigantam em torno desse histórico acontecimento e a sua urgente centralidade parecem refletir-se com grande rapidez e Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura, Ram Ram

“Yolkfish”, de Peleg Design

peleg design yolkfish

 

Confessamos. Gostamos de ovos. Do que representam ou podem representar, das versões e símbolos, das metáforas às lendas, das histórias aos adágios populares e adivinhas. Gostamos de quem os põe, de quem os dá, os oferece, os pinta, os cozinha com arte, os parte e reparte. Com ou sem tradição, não resistimos à tentação do Continue reading

Leave a comment

Filed under Design

Gabriel García Márquez [1927 / 2014]

gabriel garcia marquez

 

“Nas prateleiras estavam os livros, encadernados num material cartonado e pálido como a pele humana tisnada e os manuscritos conservavam-se intactos. Apesar de fechado durante tantos anos, o ar parecia mais puro do que no resto da casa. Era tudo tão recente que, algumas semanas depois, quando Úrsula entrou no quarto com um balde de água e uma Continue reading

Leave a comment

Filed under Literatura

“O meu avô”, de Catarina Sobral, vence principal prémio de ilustração da Feira de Bolonha

capa o meu avo

 

Mais uma notícia de máxima relevância para a ilustração portuguesa: a autora Catarina Sobral foi a vencedora do 5º Premio Internazionale d’Illustrazione Fiera del Libro per Ragazzi – Fundación SM 2014, atribuído hoje em Bolonha, Itália, com a sua mais recente obra, “O meu avô”, que aqui destacamos há poucas semanas. O livro concorreu com outros 3189 participantes, oriundos de 59 países, triunfando graças à Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“O sonho de Wadjda”, de Haifaa Al-Mansour

haifaa al mansour o sonho de wadjda

 

Sublinhemos dois factos que conferem a “O sonho de Wadjda” uma singularíssima identidade: trata-se do primeiro filme inteiramente rodado na Arábia Saudita e da primeira longa metragem dirigida por uma mulher saudita. Que o seu tema seja uma história feminina, eis o que apenas reforça a sua importância simbólica. Aliás, de forma talvez mais precisa, devemos dizer que se trata de uma história conjugada no feminino, questionando as fronteiras da vida quotidiana de uma personagem muito concreta — chama-se Wadjda, tem 11 anos e quer uma bicicleta… A simples manifestação de tal desejo basta para Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema

Dia de dizer coisas ao pai

capa sapato de fogo e sandalia de vento

 

Hoje é dia de dizer coisas ao pai. Ou de as ler. Coisas belas, que fiquem para sempre. Aqui ficam duas ideias:

De Ursula Wölfel, a história de um pai e de um filho que partem numa viagem a pé, durante as Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Passatempo “O sonho de Wadjda”, de Haifaa Al-Mansour

haifaa al mansour wadjda

 

O Cria Cria tem para oferecer, com a amável colaboração da distribuidora Alambique, dois convites duplos para a antestreia do filme “O sonho de Wadjda”, de Haifaa Al-Mansour, que tem estreia nacional marcada para a próxima quinta feira. A antestreia terá lugar na terça feira, 18 de março, às 21.45, no cinema City Alvalade, Lisboa. Para receber um destes prémios, basta que Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema, Passatempos

“Lições de harmonia”, de Emir Baigazin

emir baigazin harmony lessons

 

Uma ideia muito simples, porventura naïf: é no cinema que continuamos a encontrar alguns dos mais belos equilíbrios entre a afirmação do particular e o reconhecimento do universal. “Lições de harmonia” surge como um esclarecedor sintoma de tal poder: por um lado, a história do jovem Aslan (Timur Aidarbekov) está toda ela ligada aos sinais enigmáticos, alguns deles impenetráveis, da Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema

Os especialistas da Gerber

gerber

 

Pequeno prodígio resultante do cruzamento da espontaneidade dos atores com os recursos de composição da era digital: o mais recente anúncio da comida para bebés Gerber comete a proeza de tratar os Continue reading

Leave a comment

Filed under Publicidade, Televisão, Video

“Presos”, “Este alce é meu” e “Como apanhar uma estrela”, de Oliver Jeffers

capa oliver jeffers como apanhar uma estrela

 

Já aqui destacámos, com entusiasmo incontido, a obra de Oliver Jeffers (Austrália, 1977). Criado e educado em Belfast, este artista, pintor, escritor e ilustrador vive atualmente em Nova Iorque. Os livros que “faz” (como prefere dizer), a um ritmo estonteante para um período de tempo relativamente curto, têm recebido elogios da crítica especializada e atingido sucesso de venda em Portugal, sobretudo graças ao trabalho cuidado e apaixonado da editora Orfeu Negro. Já aqui demos notícia da publicação, não cronologicamente exata, de diversos volumes, e valeria a pena, num Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Ilustração, Literatura

“The Monuments Men – Os caçadores de tesouros”, de George Clooney

george clooney the monuments men

 

Infelizmente, a “fama” mediática é uma qualidade (?) que tende a diminuir as qualidades de alguns dos que exalta. George Clooney, por exemplo: a sua obra como realizador continua a ser mal conhecida ou simplesmente arrumada como descartável. Depois de “Nos idos de março” (2011), aí o temos a dirigir este “The Monuments Men”, apostado em resgatar um Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema

“Her – Uma história de amor”, de Spike Jonze

spike jonze her

 

“O amor é dar o que não se tem a alguém que não o quer” — esta formulação de Jacques Lacan poderia servir de subtítulo ao filme de Spike Jonze. Porque, de facto, por uma vez, o subtítulo português não é abusivo, apontando para o cerne da questão. A saber: a desproporção material e Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema

“Um segredo do passado”, de Jason Reitman

jason reitman labor day

 

O triângulo do romance de Joyce Maynard (“Labor Day”) em que Jason Reitman se baseou nasce de uma dinâmica dramática com algo de surreal, envolvendo um homem fugido da justiça (Josh Brolin) que se insinua na casa de uma mulher divorciada (Kate Winslet) que, por sua vez, vive com o filho de 13 anos (Gattlin Griffith). No sentido mais genuíno do termo, é um triângulo amoroso, mas não apenas porque as relações entre os Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema