Marta Madureira (ilustradora convidada, verão 2011, semana 3)

Sazonalmente, convidaremos um ilustrador com obra particularmente louvável na área infanto-juvenil para rever o essencial do seu trabalho publicado até à atualidade. Uma vez por semana, esse criador responderá a uma pergunta do Cria Cria e, em paralelo, selecionará e comentará uma ilustração do seu espólio que, por um motivo ou por outro, queira destacar.

Para inaugurar este ciclo e trazer um pouco do seu refrescante estilo a este verão de 2011, temos Marta Madureira, autora com dezenas de livros publicados e ilustrações espalhadas por diversas revistas (esteve connosco na Op. desde a edição #6, no início de 2002, p.ex.) e outros suportes. Dona de uma marca formal inconfundível (apesar das descaradas imitações que pontualmente vão surgindo na área…), Marta Madureira tem cerca de uma década de trabalho que merece toda a nossa admiração e carinho. Um corpo de trabalho para conhecer melhor aqui no blogue ao longo desta estação…

 

Cria Cria: Acha que tem estilo? Ou acha que tem um estilo próprio? Acha que é “especial”?

Marta Madureira: Estilo próprio, acho que sim. Não de um forma racional, mas intrínseca ao meu gesto e à minha forma de pensar. Ainda assim tento contrariar a monotonia que o uso de um só estilo pode criar. Até porque a ilustração não funciona por receita. Cada trabalho pede formas específicas e abordagens plásticas diferentes, adequadas ao ambiente sugerido pelo texto. E, dentro deste raciocínio, uma ilustração será tão mais distinta de outra quanto mais diferente for o texto que a inicia. Mas fugir à submissão de um estilo nem sempre é fácil. Quando, por exemplo, faço dois trabalhos muito seguidos ou até mesmo em simultâneo, há uma tendência para contaminar os dois com uma mesma estética. Assim, sempre que possível, evito trabalhar em mais do que um projeto ao mesmo tempo. E, sempre que possível, tento respeitar um espaço de tempo intermédio entre dois trabalhos, que me garanta a distância necessária para o desprendimento sobre o que já foi feito. Ainda assim, acho – tenho a certeza – que há uma marca gráfica à qual não se consegue fugir. E que em parte é o que me define enquanto ilustradora. Acho até natural que assim aconteça. Desde que o estilo de cada um não se torne completamente soberano.

Se sou especial, não, não sou. Sou uma pessoa com muita sorte por estar rodeada de pessoas especiais. São essas pessoas especiais que me ajudam a consolidar o que sou emocionalmente e, como tal, também profissionalmente. Tenho a sorte de estar rodeada das pessoas que sempre quis. E tenho também a sorte de ter como amigos excelentes profissionais, maioritariamente da mesma área, em quem confio, com quem conto e partilho cada trabalho antes de o tornar público. Na maior parte das vezes, o trabalho final é o resultado das conversas e conselhos que tenho com essas pessoas especiais.

 

ilustração originalmente publicada no livro “As letras de números vestidas” (Trampolim, 2010)

 

Marta Madureira: Um dos grandes proveitos que tiro do trabalho de ilustração é poder fazer declarações de amor públicas às pessoas que me são especiais. São uma espécie de mensagens subliminares, não explícitas para a maioria dos leitores, mas subentendidas por alguns. A tentativa de comunicar por imagens por si só já é um desafio. Mas torna-se ainda mais apetecível quando entramos nesta espécie de jogo que passa pela troca de cumplicidade entre o ilustrador e um recetor conhecido. Este tipo de imagens, que comunicam com qualquer um mas que chegam ainda mais longe às pessoas emocionalmente envolvidas, trazem uma leitura dicotómica. São uma espécie de “piscar o olho” às pessoas mais próximas. Esta ilustração, retirada do livro “As letras de números vestidas”, de 2010, a partir do texto de João Pedro Mésseder, é um “piscar o olho” ao “N”. Para reforçar esta dupla mensagem, usei elementos fisionómicos reais: o nariz do lado esquerdo é meu e do lado direito é do “N”. Para muitos será mais uma ilustração na continuidade do livro. Para os mais próximos, é um “piscar de olho”.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Ilustração

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s