Daily Archives: November 4, 2011

Antes do Halloween

No Dia de Todos os Santos, as mesas eram postas. Amassava-se a broa de milho, com erva doce, mel e azeite, que ia ao forno sobre folhas de figueira ou de couve. Em grandes tachos, estavam as papas de milho (o xarém) ou de abóbora menina. Fazia-se a melada, chá e licor de romã (três romãs, três decilitros de aguardente, 150 gramas de açúcar mascavado e a raspa de um limão). Jarros de vinho e garrafas de aguardente de medronho passavam de mão em mão. Depois, começava o rodopio: gente das aldeias, crianças, mendigos, gente de fora, de passagem. Pediam o “Pão por Deus” e tinham fome. Oferecia-se pão, chouriço, frutas (figos secos, pinhões, amêndoas, romãs, castanhas, nozes, marmelos, uvas). Em Lisboa, esta tradição ganhou força depois do terramoto, explicam alguns estudiosos.

 

Claude Monet, “Still life with melon”, 1872

 

Décadas depois, já eram só as crianças, com saquinhos bordados nas mãos, que iam de porta em porta, cantando: “Pão por Deus / Fiel de Deus / Bolinho no saco /Andai com Deus”, na cidade; ou, na serra algarvia, “B´linh, b´linh / P´l´alma d’ sé defuntinh’”. “As alminhas andam perdidas por esses serros”, diziam-nos. O verão acabava, o inverno começava. Acendia-se uma fogueira ao pôr do sol e deixavam-se as portas abertas. Avisavam-se sempre os mais pequenos para terem cuidado com o Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Ram Ram