Monthly Archives: December 2011

2012, ano para aprender e ensinar a…

Advertisements

Leave a comment

Filed under Cinema, Música

Aquoscula Memorabilia, Criatura #007

 

Podem deixar cair coisas, perdê-las aqui e ali, não se lembrarem onde as deixaram: as chaves do carro da mãe, um carrinho ou uma boneca dos miúdos, uma das peúgas escocesas do pai, o anel de brilhantes da avó, a letra de uma canção, as palavras “obrigada”, “bom dia” e “adoro-te”, a paciência para contar histórias depois de um dia de trabalho, a vontade de viver. A minha tarefa é Continue reading

Leave a comment

Filed under Criações, Ilustração

“A gigantesca pequena coisa”, de Beatrice Alemagna

 

“A gigantesca pequena coisa” é mesmo gigantesca – em formato e em conceção, em riqueza poética e visual. Esta obra impõe-se-nos sobretudo enquanto exemplo do que pode ser a ilustração do invisível, a concretização em instantâneos do quotidiano de um conceito abstrato, indecifrável Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

É Natal, toquem os sinos

Leave a comment

Filed under Música, Televisão

“Há festa na aldeia”, “As férias do Sr. Hulot”, “O meu tio” e “Vida moderna”, de Jacques Tati

 

A primeira destas longas metragens tem um estrábico que martela sempre ao lado do alvo e que, algumas cenas depois, faz pontaria numa barraca de prémios na feira; tem uma mosca que importuna todas as pessoas com que se cruza (até o tocador de pratos da orquestra, como em “The band concert”, a obra-prima de Walt Disney protagonizada por Mickey e Donald em 1935); tem uma festa popular que inclui uma tenda que exibe um filme sobre a Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema, Ram Ram

“Mocho comi”, de Carlos Nogueira e Marta Madureira

 

A terminar o ano de 2011 da melhor forma, a editora portuense Tcharan oferece-nos um título que promete encimar uma coleção de Contos da Tradição Oral portuguesa. Depois do recentíssimo e original “Elefante em loja de porcelanas” (texto de Adélia Carvalho e ilustrações de André da Loba), surgem agora Carlos Nogueira (no texto) e Marta Madureira (na ilustração) formando uma dupla que ousa pegar num dos contos com animais mais conhecidos da nossa tradição: “Mocho comi”. Graças ao trabalho destes dois autores, “Mocho comi” foi transformado num objeto estético que prova que é possível preservar a dicotomia entre Continue reading

1 Comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Um Natal especial”, de Judi Abbot, e “Uma canção de Natal”, de Charles Dickens e Roberto Innocenti

 

É um dos temas tradicionais, escolarizados, obrigatórios, necessários, impostos, desejado por uns, combatido por outros. O Natal – em livro, em verso ou em prosa, com ou sem Pai Natal (geralmente com), em cd, dvd, com ou sem nome próprio incorporado na historiazinha, com desenhos, brilhantes e estrelinhas – lá regressa, ano após ano, em traje esfiapado de tanto repuxado valor e intenção, cotovelos esburacados pelos Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Exposição “A cidade da muralha” no Centro para os Assuntos da Arte e Arquitetura, Guimarães

 

A fotografia é da década de 1920, mas as crianças parecem subtraídas a uma idade sem idade, a um tempo sem tempo, a uma idade suspensa no tempo. São alunas e Continue reading

Leave a comment

Filed under Fotografia, Ram Ram

“Elefante em loja de porcelanas”, de Adélia Carvalho e André da Loba

 

O que pensamos, o que dizemos, o modo como sentimos e deciframos o mundo é baseado em conceitos metafóricos. Apesar de usadas quotidianamente de forma inconsciente e automática, as metáforas influenciam e estruturam a nossa linguagem – infiltram-se no vocabulário corrente e nele assentam tão profundas raízes, despojam-se do seu lastro metafórico e vaporizam-se, em voláteis convencionalidades (o que acabei de escrever, agora vejo, é disso acabado exemplo). Elementos provenientes de um determinado contexto aplicam-se a outro, transferindo-se sentidos entre conceitos devido a similitudes percecionadas, não obstante diferentes potenciais de transferência. Na realidade, a metáfora não é apenas uma figura de estilo Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Madalena Matoso [ilustradora convidada, outono 2011, última semana]

 

Dando continuidade ao nosso ciclo Ilustrador Convidado, recebemos ao longo deste outono de 2011 Madalena Matoso, uma das criadoras mais relevantes no campo da ilustração infantojuvenil portuguesa da última década, mas também uma designer brilhante, editora e fundadora da Planeta Tangerina, casa que publicou muitos dos seus mais notáveis trabalhos. Semanalmente, Madalena Matoso aqui respondeu a uma das nossas perguntas e aqui apresentou uma sua ilustração de que se orgulha particularmente.

No momento final desta “residência”, aqui manifestamos o nosso mais sentido agradecimento a Madalena Matoso pelo profissionalismo, dedicação e carinho com que tratou este nosso convite, o que se manifestou nesta sequência de ideias tão esclarecidas e de exemplos paradigmáticos do elevadíssimo nível formal da sua obra que partilhou com todos nós.

 

Cria Cria: Com o excesso de oferta no campo da ilustração que aconteceu em Portugal (e um pouco por todo o mundo) nesta última década, acha que o mercado ainda consegue ser justo para quem faz os trabalhos de maior valor artístico? O crescimento exponencial da oferta tem sido devidamente acompanhado pelo crescimento da procura? Um ilustrador com talento como o seu pode viver apenas da ilustração? Tem alguns períodos de tempo sem trabalhos novos em mãos? Ou, por outro lado, recusa muitas propostas de trabalho?

Madalena Matoso: Haver muitos ilustradores é bom para o mundo da ilustração, aumenta o nível de exigência, a diversidade de propostas, a troca de experiências. Penso que, paralelamente ao aumento de oferta, também cresceu a procura. Como a ilustração tem tido mais visibilidade, há mais interesse pela área – tanto por parte de quem quer fazer ilustração, como por parte de quem procura. No entanto, vivemos numa época em que Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração

“Oinc! – A história do Príncipe-Porco”, de Isabel Minhós Martins e Paula Rego

 

Aos contos populares italianos, recolhidos e registados por escrito por Straparola, cabe a honra de encabeçar a já longa linhagem de narrativas maravilhosas europeias. Este conto em particular, incluído nas “Piacevole notti” (1557), é recontado, por exemplo, por Marie-Catherine d’Aulnoy (com o título “Le Prince Marcassin”), uma das mais prolíficas cultoras do género em finais do século XVII. De acordo com os rigorosos manuais de civilidade e etiqueta, o príncipe modelo nasce transformado no seu oposto animalesco. Não obstante todas as tentativas de domesticação, vestindo-o e educando-o, os instintos animais concretizam-se na sua aparência, nos hábitos e no seu perfil psicológico caprichoso, agressivo, insuportavelmente monstruoso. Em causa estariam Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Ilustração, Literatura

Presente perfeito, pelo Natal 2011 [a partir dos 9 anos]

[primeiro ano] [a partir dos 12 meses] [a partir dos 2 anos] [a partir dos 3 anos] [a partir dos 4 anos] [a partir dos 5 anos] [a partir dos 6 anos] [a partir dos 7 anos]

 

São escolhas do passado recente, são escolhas de presentes, mas são sobretudo escolhas de futuro. O Natal é só um (feliz) pretexto. Felizes pretextos para os vermos ainda mais felizes. Para concluir este ciclo, as nossas escolhas para a faixa (in)compreendida entre os 9 e os 17 anos, esse período imenso em que as crianças gradualmente acrescentam interesses “adultos” ao seu rol de paixões culturais. Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema, Ilustração, Literatura, Música

Presente perfeito, pelo Natal 2011 [a partir dos 7 anos]

[primeiro ano] [a partir dos 12 meses] [a partir dos 2 anos] [a partir dos 3 anos] [a partir dos 4 anos] [a partir dos 5 anos] [a partir dos 6 anos]

 

São escolhas do passado recente, são escolhas de presentes, mas são sobretudo escolhas de futuro. O Natal é só um (feliz) pretexto. Felizes pretextos para os vermos ainda mais felizes. Por agora, as nossas escolhas para crianças a partir dos sete anos. Continue reading

Leave a comment

Filed under Brinquedos, Ilustração, Literatura, Música

Músicas, presépios e anjos de papel

 

Por esta altura, começavam os ensaios. Escolhia-se o repertório natalício, selecionando peças tradicionais, clássicas e populares, para agradar a todos. Alguns tocavam (geralmente guitarra, orgão, acordeão, bandolim, harmónica ou flauta). Uns poucos, raros, frequentavam escolas de música de associações recreativas ou começavam a tocar em bandas filarmónicas. Um ou outro cantava, um pouco contrariado, aos domingos, no coro da igreja. Apanhavam-se as melodias de ouvido, ensaiavam-se harmonias, buscavam-se cifras. Faziam-se arranjos, muitos deles claramente inspirados pelas “assombrosas” edições do “Orgão mágico”, da Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura, Ram Ram

Presente perfeito, pelo Natal 2011 [a partir dos 6 anos]

[primeiro ano] [a partir dos 12 meses] [a partir dos 2 anos] [a partir dos 3 anos] [a partir dos 4 anos] [a partir dos 5 anos]

 

São escolhas do passado recente, são escolhas de presentes, mas são sobretudo escolhas de futuro. O Natal é só um (feliz) pretexto. Felizes pretextos para os vermos ainda mais felizes. Por agora, as nossas escolhas para crianças a partir dos seis anos. Continue reading

Leave a comment

Filed under Brinquedos, Cinema

Presente perfeito, pelo Natal 2011 [a partir dos 5 anos]

[primeiro ano] [a partir dos 12 meses] [a partir dos 2 anos] [a partir dos 3 anos] [a partir dos 4 anos]

 

São escolhas do passado recente, são escolhas de presentes, mas são sobretudo escolhas de futuro. O Natal é só um (feliz) pretexto. Felizes pretextos para os vermos ainda mais felizes. Por agora, as nossas escolhas para crianças a partir dos cinco anos. Continue reading

Leave a comment

Filed under Brinquedos, Literatura

Presente perfeito, pelo Natal 2011 [a partir dos 4 anos]

[primeiro ano] [a partir dos 12 meses] [a partir dos 2 anos] [a partir dos 3 anos]

 

São escolhas do passado recente, são escolhas de presentes, mas são sobretudo escolhas de futuro. O Natal é só um (feliz) pretexto. Felizes pretextos para os vermos ainda mais felizes. Por agora, as nossas escolhas para crianças a partir dos quatro anos. Continue reading

Leave a comment

Filed under Brinquedos, Literatura, Música, Moda

Madalena Matoso [ilustradora convidada, outono 2011, semana 12]

Dando continuidade ao nosso ciclo Ilustrador Convidado, neste outono de 2011 estamos ainda a receber Madalena Matoso, uma das criadoras mais relevantes no campo da ilustração infantojuvenil portuguesa da última década, mas também uma designer brilhante, editora e fundadora da Planeta Tangerina, casa que publicou muitos dos seus mais notáveis trabalhos. Semanalmente, Madalena Matoso aqui tem respondido a uma das nossas perguntas e apresentado uma sua ilustração de que se orgulhe particularmente.

 

Cria Cria: Imagina-se a fazer o que faz agora para sempre? Se não, o que se imagina a fazer daqui a 20 ou 30 anos? Que objetivos ainda pretende atingir na sua carreira? Se pudesse formular um desejo profissional, qual seria?

Madalena Matoso: Nunca fiz muitos planos para o futuro. Até agora tudo tem acontecido sem grandes projetos. Quando começámos o Planeta Tangerina, éramos só um grupo de amigos a trabalhar no mesmo espaço. Não nos passou pela cabeça que Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração

Presente perfeito, pelo Natal 2011 [a partir dos 3 anos]

São escolhas do passado recente, são escolhas de presentes, mas são sobretudo escolhas de futuro. O Natal é só um (feliz) pretexto. Felizes pretextos para os vermos ainda mais felizes. Por agora, as nossas escolhas para crias a partir dos três anos. Continue reading

Leave a comment

Filed under Brinquedos, Ilustração, Literatura, Música

Presente perfeito, pelo Natal 2011 [a partir dos 2 anos]

São escolhas do passado recente, são escolhas de presentes, mas são sobretudo escolhas de futuro. O Natal é só um (feliz) pretexto. Felizes pretextos para os vermos ainda mais felizes. Por agora, as nossas escolhas para bebés a partir dos dois anos. Continue reading

Leave a comment

Filed under Brinquedos, Literatura, Moda