“Mocho comi”, de Carlos Nogueira e Marta Madureira

 

A terminar o ano de 2011 da melhor forma, a editora portuense Tcharan oferece-nos um título que promete encimar uma coleção de Contos da Tradição Oral portuguesa. Depois do recentíssimo e original “Elefante em loja de porcelanas” (texto de Adélia Carvalho e ilustrações de André da Loba), surgem agora Carlos Nogueira (no texto) e Marta Madureira (na ilustração) formando uma dupla que ousa pegar num dos contos com animais mais conhecidos da nossa tradição: “Mocho comi”. Graças ao trabalho destes dois autores, “Mocho comi” foi transformado num objeto estético que prova que é possível preservar a dicotomia entre tradição e inovação, entre a oralidade intrínseca do género e a sua recriação escrita, entre a imaterialidade visual imaginativa – individual, única e intransmissível – das imagens visuais criadas na mente de quem ouve e o design e ilustração contemporâneos – materiais e palpáveis – do suporte livro.

 

 

Carlos Nogueira, investigador e profundo conhecedor do cancioneiro popular, oferece-nos uma versão em verso do famoso conto, numa estética discursiva respeitadora das raízes orais, mantendo formulações típicas e ritmicidades cantantes. Sabe bem, desta vez, ler e ver as imagens, em vez de ouvir a voz do contador, como manda a tradição, talvez porque essa voz aqui continua presente: nas fórmulas de tratamento e referências (“Compadre, não me comas, que eu quero fazer testamento”); nas exclamações, diminutivos e repetições (“Ai, os meus ricos filhinhos, ai, os meus filhos / Ao menos, deixa-me ir dar-lhes uns beijinhos”); e, evidentemente, no final de ouro, triunfal (“- Comeste mocho, compadre? Outro sim, mas não a mim”). Marta Madureira, por seu turno, cria personagens inesquecíveis, que se dobram e desdobram em contornos, se contorcem em sombras e recortes, nas cores aguareladas discretas e nos intensos olhares, que se escondem e multiplicam em cada página.

 

 

Vale a pena recordar a voz da D. Maria Augusta, contadora de Mora, no Alentejo, na sua história com manhosa raposa protagonista, em vez de lobo; ou espreitar a narrativa que Consiglieri Pedroso compilou nos seus “Contos populares portugueses” (na qual Carlos Nogueira se baseou para recriar este “Mocho comi”, ouvido na sua aldeia); ou a versão de António Torrado, numa das suas “Histórias do dia”, com ilustração de Cristina Malaquias; ou talvez ainda reler o conto da edição da Planeta Tangerina, com ilustração de Yara Kono.

Se os contos são para ser ouvidos, aprendidos, apreendidos e apaixonadamente contados, graças a este “Mocho comi”, a Tcharan prova-nos que é realmente possível dar a conhecer as narrativas orais portuguesas numa nova voz em texto ilustrado. Que este património reconstruído graficamente com tanto cuidado pela Tcharan possa ajudar a refletir sobre os modos de criação e utilização atual da tradição portuguesa.

 

livro “Mocho comi”, de Carlos Nogueira [texto] e Marta Madureira [ilustrações]
Tcharan, 2011
[a partir dos 3 anos]

 

Paula Pina

Advertisements

1 Comment

Filed under Ilustração, Literatura

One response to ““Mocho comi”, de Carlos Nogueira e Marta Madureira

  1. Rita

    Só agora consegui ler este post. Para mim, lamentavelmente, é a primeira vez que o vejo. O “Pai Natal” já não devia ter orçamento…
    Já declaradamente preguiçosa, a atenção para a leitura dos chamados contos da tradição oral, só me é despertada depois de os ter ouvido. A última vez que me aconteceu foi quando uma menina de 4 anos recontou a história “Corre corre cabacinha”, com muito entusiasmo à sua família (alargada), durante uma viagem. Só então, ferida no orgulho por não ter sido eu a passar a palavra, deixei penetrar a luz nas páginas de uma edição, a depreciar, da OQO.
    “Mea maxima culpa”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s