André da Loba [ilustrador convidado, semana 4]

A coluna Ilustrador Convidado do Cria Cria tem agora uma nova duração – bimensal – e um novo nome para conhecer melhor ao longo dos meses de janeiro e fevereiro: André da Loba. Apesar do seu trabalho ainda não ter alcançado o merecido reconhecimento aqui em Portugal, já atingiu níveis de excelência e prestígio mundial praticamente inéditos na história da ilustração nacional. Dotado de um talento e de um estilo singulares, André da Loba é um imenso motivo de orgulho criativo em qualquer parte do mundo.

 

Cria Cria: Os seus momentos de criação são, por norma, felizes? Ou são difíceis? Tem uma relação saudável com todas as ilustrações que vai terminando e juntando ao seu portefólio? Fica sempre satisfeito com os resultados do seu trabalho?

André da Loba: É assim que começa tudo por aqui: com a possibilidade de ser bom. Depois o que acontece, nem sempre vai por aí; há filhos mais fáceis de “parir” do que outros, mas todos os projetos são bem-vindos. Normalmente, os projetos mais difíceis têm uma estrutura editorial complicada: há muita gente a tomar decisões e é impossível agradar a todos, por isso as coisas ficam-se pelos meios termos e isso torna o resultado final menos interessante. Para mim, a ilustração deve ter um caráter provocativo-evocativo, porque senão não vale a pena ver (note-se que esta é uma opinião muito pessoal).

Outras vezes, há simplesmente editores que têm visões do resultado final a que não consigo chegar, ou tenho uma visão completamente diferente do assunto em si e não nos entendemos. Uma vez, tive um desentendimento com um editor acerca da posição dos Estados Unidos em relação à situação na Síria; como tínhamos opiniões antagónicas, tivemos de terminar o projeto na fase de esboços/ideias. No mês seguinte, com o mesmo editor, fizemos uma peça sobre educação que saiu à primeira. Estas situações podem ser difíceis de gerir, porque, por mais pragmáticos que sejamos acerca do nosso papel, é sempre um pedaço de nós próprios que pomos cá fora; é uma exposição constante às falhas que possa ter o nosso raciocínio e conhecimento do mundo… E pode ser desconfortável quando as nossas ideias são rejeitadas. É difícil não tornar estes processos pessoais. Mas cada projeto é diferente, cada diretor artístico é diferente, e para mim essa é a beleza desta profissão: nunca saber o que vai acontecer amanhã, mas saber que vai acontecer algo… certo…?

Eu tenho tido a sorte de ter uma certa constância de projetos e gente interessante a virem parar-me às mãos, e posso dizer que tenho uma vida fácil nesse sentido. Como diz o poeta, “não se pagam gentilezas com descortesias, e eu sou eternamente grato e correto”. Quase todos os projetos que faço vão para a minha página web e isso é um indicador da minha satisfação com o que tenho produzido.

 

ilustração originalmente publicada na série “Notable NY” (site The Rumpus, 2010)

 

André da Loba: “Eu gosto muito dos motoristas. Neles existe um tipo de sobriedade saudável, como no caso dos grandes artistas, em que a autodisciplina prática se mistura com a imaginação liberta. Passam dez ou 12 horas com uma máquina complicada, mas mesmo assim não são maquinais, pelo contrário, são sensíveis, às vezes sentimentais, o que também é uma caraterística dos artistas. A sua profissão: o perigo de morte constante, improvisação eterna, porque nunca se sabe o que traz o momento seguinte; essa prontidão é a terceira propriedade artística deles. Observam bem, mas aparentam mal, nos tempos livres também só sabem falar sobre a sua profissão: estas são a quarta, quinta e sexta. E ainda há muitas!”
István Örkény in “O motorista” (1946)

P.S.: uma nota, com graça, acerca do tópico da semana passada:

Advertisements

Leave a comment

Filed under Ilustração

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s