“Antenatal screening kit”, uma caneta que salva vidas

 

Inventaram uma caneta. Uma caneta mágica. Os inventores são todos incrivelmente jovens e incrivelmente brilhantes. Na fotografia da Popular Science que noticia os prémios de inovação de 2011, estes estudantes da universidade Johns Hopkins parecem um grupo de amigos em conversa descontraída no final do dia de trabalho. Só que o seu trabalho é num laboratório de bioengenharia, e os jovens sorrisos não escondem o orgulho. O feito da equipa – uma simples caneta, batizada com o nome “Antenatal screening kit” – permite, graças à sua simplicidade e baixíssimo custo, salvar vidas de mães e bebés. Adianta a notícia que todos os anos morrem mais de seis milhões de mulheres e bebés devido a complicações durante a gravidez, parto e período neonatal. Uma das situações mais comuns é a pré-eclampsia, causa de morte de cerca de 76 mil mulheres e 500 mil bebés, mas tratável se detetada precocemente. Cada caneta é dotada de um reagente que permite, apenas com uma dose, efetuar 400 testes de despiste, o que significa na prática, que se poderão identificar com facilidade, rapidez, eficácia e economia doenças pré-natais em fase inicial.

Sean Monagle, Maxim Budyansky, Sherri Hall, Matthew Means, Shishira Nagesh, Mary O’Grady, Peter Truskey e James Warin são os jovens heróis bem reais, protagonistas de uma verdadeira história com final feliz para muitas mães, bebés e famílias.

Advertisements

Leave a comment

Filed under (...)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s