Monthly Archives: April 2012

“James e o pêssego gigante” e “Matilda”, de Roald Dahl e Quentin Blake

 

O que têm os livros de Roald Dahl de especial? Personagens repulsivas, descrições nojentas, situações absurdas, palavras chocantes – podemos inclusivamente variar a ordem de colocação dos adjetivos anteriores que o resultado será sempre o mesmo: são simples e maravilhosamente controversos e subversivos, plenos de intertextualidades e metalinguisticamente desafiadores. Depois de “Charlie e a fábrica de chocolate” e de “O fantástico Sr. Raposo”, traduzidos em 2011, a editora Civilização oferece-nos agora a oportunidade de reler “James e o pêssego gigante” (1961) e “Matilda” (1988), com as clássicas ilustrações de Quentin Blake. Os heróis, inesquecíveis nas suas fragilidades e solidão, ajudam-nos, como nas histórias tradicionais, a perceber como a inteligência, a persistência e a humildade podem vencer qualquer obstáculo – mesmo que esses obstáculos sejam adultos todo-poderosos, violentos, insensíveis, idiotas ou Continue reading

Advertisements

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Senhor Saltitão” e “Senhora Sabichona”, de Roger Hargreaves

 

O “Senhor Saltitão” é muito pequeno e redondo, como uma bola de borracha ou, para muitos de nós, como a nostálgica bola saltitona. Saltita de um lado para o outro, sem sossego, aterrando aqui e acolá: num lago repleto de patos, numa chávena de café bem quente ou num campo de ténis onde rapidamente é confundido com a própria bola. Mas o Dr. Ponhotebom tem uma ótima solução para tamanha agitação… O “Senhor Saltitão” é o nome escolhido para a versão portuguesa do original de 1976 de Roger Hargreaves, “Mr. Bounce”, que a Editorial Presença lançou agora em simultâneo com a “Senhora Sabichona” (“Little Miss Brainy”, de 1990). Esta senhora “sabe muitíssimas coisas”, algumas muito simples e outras muito Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

David Pintor na Papa-Livros, Porto

 

Pode ser vista a partir de hoje (abertura agendada para as 3.30) e até ao final do mês de maio, na livraria Papa-Livros, Porto, uma exposição de um dos mais talentosos ilustradores ibéricos, David Pintor. A Kalandraka – que editou “Minimalário” e “Contos para meninos que adormecem logo a seguir” (livros partilhados com Carlos López, seu companheiro de longa data, e assinados com o nome artístico pelo qual a dupla é conhecida: Pinto & Chinto) – convida todos a estar presentes na sessão inaugural, que contará com a presença do autor espanhol. David Pintor começou por Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Ilustração

“De jueves a domingo”, de Dominga Sotomayor

 

“De jueves a domingo” é, antes de mais, uma cândida e subtil meditação sobre o tempo, minuciosa e metaforicamente ancorada na infância. É, igualmente, uma inteligente decomposição da sintaxe cinematográfica, de um zelo quase imprudente na combinação e evocação inicial de elementares modelos narrativos, mas de uma resoluta frustração final dos seus mais previsíveis códigos. Trata-se, à partida, de um road movie com os seus preceitos e procedimentos: uma família chilena (pai, mãe e dois filhos – Manuel, de sete anos, e Lucía, de dez) parte numa longa viagem de fim de semana seguindo um impulso de Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema

“Blessed”, de Jill Scott

 

Jill Scott, monumental voz, compositora e poetisa do r&b contemporâneo, levantou os braços, agradeceu e festejou a benção de ser mãe e filha e mulher e de ter tudo o que a vida lhe proporcionou. “Blessed” é o novo single do seu iluminadíssimo último álbum, “The light of the sun”, de 2011, e o seu videoclip conta com realização da própria e com a participação de alguns bonecos do filho, aqui desviados para Continue reading

Leave a comment

Filed under Música

Indie Lisboa ’12

 

Começa hoje mais uma edição do Indie Lisboa, que decorrerá até ao dia 6 de maio na Culturgest, no Cinema São Jorge e no Cinema Londres. Como já vem sendo hábito, a programação do festival volta a ter uma secção especialmente dedicada ao público infantojuvenil, o Indie Júnior, com curtas e longas metragens, e atividades para os mais jovens. Neste ano, há fadas dos tempos modernos, “Galinhas à solta”, “O rapaz na bolha” ou “O pássaro-baleia”, entre muitas outras personagens e histórias. Mas o cartaz faz-se igualmente de Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema

Yara Kono [ilustradora convidada, última semana]

 

Nasceu no Brasil, tem família japonesa, mas foi em Portugal que Yara Kono afirmou a sua extraordinária identidade autoral como designer e, sobretudo, como ilustradora. Além de desempenhar um papel cada vez mais relevante no quadro criativo da editora Planeta Tangerina, da qual faz parte há quase uma década, tem visto igualmente obras suas publicadas noutras casas centrais da literatura infantojuvenil nacional, da Caminho à Kalandraka. Yara Kono foi a Ilustradora Convidada do Cria Cria nos meses de março e abril, um ano depois de ter visto o seu talento devidamente reconhecido ao receber o Prémio Nacional de Ilustração.

Agora que terminam estes dois meses em que tivemos Yara Kono como nossa Ilustradora Convidada, não podemos deixar de lhe manifestar aqui um profundo agradecimento pelo empenho e humildade que, em cada uma destas oito semanas, dedicou a esta nossa partilha de ideias. Valeu, Yara. Arigatou, Yara. Obrigado, Yara.

 

Cria Cria: Com o excesso de oferta no campo da ilustração que aconteceu em Portugal (e um pouco por todo o mundo) nesta última década, acha que o mercado ainda consegue ser justo para quem faz os trabalhos de maior valor artístico? O crescimento exponencial da oferta tem sido devidamente acompanhado pelo crescimento da procura? Um ilustrador com talento como o seu pode viver apenas da ilustração? Tem alguns períodos de tempo sem trabalhos novos em mãos? Ou, por outro lado, recusa muitas propostas de trabalho?

Yara Kono: Às vezes sim, muitas vezes não… e essa situação, como sabemos, não se restringe apenas à ilustração. Se gostamos do que fazemos, e se o fazemos bem, as oportunidades hão de surgir, cedo ou tarde. É preciso estar atento e, algumas vezes, sermos nós a criá-las. Não podemos é ficar sentados à espera… Acredito que quanto maior é a Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração

82.ª Feira do Livro de Lisboa

 

Celebrando ainda o Dia Mundial do Livro, que hoje se comemora, começa amanhã mais uma anuidade da já octogenária Feira do Livro de Lisboa. A edição deste ano – organizada, como habitualmente, pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros – contará com 206 pavilhões e estará no seu habitat natural, o Parque Eduardo VII, até ao dia 13 de maio. O Institut Franco-Portugais e o Goethe Institut organizam uma série de debates e palestras em torno dos temas “Trabalho editorial” e “Tradução”, nas quais marcarão presença alguns convidados internacionais. Para além destas tertúlias, a programação da feira contará com um painel de debates dedicado ao Brasil e aos “livros do ano em Portugal” nas áreas da ficção, não ficção e literatura infantojuvenil, e ainda com muitas atividades para crianças. A recordar que, à semelhança de anos anteriores, haverá as sempre Continue reading

Leave a comment

Filed under Literatura

O regresso do Caderno Azul no Dia Mundial do Livro

 

Pensamos que o passado acabou, que ficou lá atrás. Mas há muitas e maravilhosas razões que nos devem levar a considerar que o passado é indispensável para conseguirmos compreender o presente que vivemos e tudo aquilo que, desconhecidamente ou nem tanto, nos aguarda na multiplicidade dos “amanhãs” e dos “depois”. Vejamos: em primeiro lugar, contabilisticamente falando, continua a haver mais mortos do Continue reading

1 Comment

Filed under Literatura, Ram Ram

“Desenha o teu livro”, de Stéphane Nicolet

 

Quase todas as crianças gostam de desenhar. Mas há quase sempre uma altura em que começam a espreitar pelo canto do olho e a ver que o colega do lado desenha melhor do que elas. Neste livro, o ilustrador Stéphane Nicolet convida os mais jovens a entrar no seu ateliê e a serem seus aprendizes. O mais importante é a imaginação, claro está, mas Nicolet fornece aquelas dicas que podem fazer a diferença. Aborda e aplica algumas noções fundamentais de desenho e geometria, como escalas, proporções, planos de distância (fundo, horizonte, etc.), ângulos picados e contrapicados, mostrando de uma forma simultaneamente hábil e divertida que as imagens podem compreender vários sentidos e gerar diferentes ambiências conforme o modo como são desenhadas. Transformar um gatafunho num Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Ilustração, Literatura

“Escreve o teu livro 2”, de Hubert Ben Kemoun e Robin

 

Na maioria das vezes, a parte mais difícil de escrever uma história é começá-la. Por isso mesmo, Hubert Ben Kemoun dá novamente uma ajuda. Escreveu para rádio e para televisão, mas desde há uns anos que se tem dedicado à literatura infantojuvenil. O seu conselho é válido para pequenos e grandes: escrever tudo aquilo que se vê, tudo aquilo que passa pelos nossos olhos, pelas janelas da nossa alma. Mas neste livro, que se faz cada vez mais livro a cada palavra que nele se escreve, há muito mais do que Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Celebrando 130 anos do nascimento de Monteiro Lobato

 

Era viciado em leituras, seduzido, ainda antes de saber ler, pelas gravuras que encontrava em livros e revistas nas estantes do escritório do avô, o Visconde de Tremembé. “A biblioteca de meu avô é ótima, tremendamente histórica e científica. Merecia uma redoma… Cada vez que me pilhava na biblioteca do meu avô, abria um daqueles volumes e me deslumbrava.” “Mais tarde te contarei a minha doença ‘delirium legens’, espécie de ‘delirium tremens’ dos bêbados. Leio tanto que quando vou para a cama meu Continue reading

1 Comment

Filed under Literatura, Televisão

Yara Kono [ilustradora convidada, semana 7]

 

Nasceu no Brasil, tem família japonesa, mas foi em Portugal que Yara Kono afirmou a sua extraordinária identidade autoral como designer e, sobretudo, como ilustradora. Além de desempenhar um papel cada vez mais relevante no quadro criativo da editora Planeta Tangerina, da qual faz parte há quase uma década, tem visto igualmente obras suas publicadas noutras casas centrais da literatura infantojuvenil nacional, da Caminho à Kalandraka. Yara Kono é a Ilustradora Convidada do Cria Cria nos meses de março e abril, um ano depois de ter visto o seu talento devidamente reconhecido ao receber o Prémio Nacional de Ilustração.

 

Cria Cria: Imagina-se a fazer o que faz agora para sempre? Se não, o que se imagina a fazer daqui a 20 ou 30 anos? Que objetivos ainda pretende atingir na sua carreira? Se pudesse formular um desejo profissional, qual seria?

Yara Kono: Há cerca de 13 anos trabalhava como farmacêutica, entre cremes e loções, provetas e béqueres. E jamais sonhava, na altura, que um dia fosse trabalhar como ilustradora ou viver em Portugal. Tudo isso para dizer que não sabemos o Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração

Passatempo “Nunca vi uma bicicleta e os patos não me largam”, de Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso

 

O Cria Cria tem para oferecer, com a amável colaboração da editora Planeta Tangerina, três exemplares do livro “Nunca vi uma bicicleta e os patos não me largam”, de Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso, à venda desde há poucos dias. Para receber um destes álbuns, basta que Continue reading

2 Comments

Filed under Ilustração, Literatura, Passatempos

Garatujas Fantásticas

 

“As garatujas são as primeiras tentativas de tudo, de um grande escritor, de um pequeno leitor ou de um astuto cientista”. Quem nos diz isso são outras Garatujas – riscos, rabiscos, rascunhos –, as que prepararam um espaço muito especial que nos chega do outro lado do Atlântico, do Brasil, e que é inteiramente dedicado a conteúdos culturais e lúdicos para crianças. Com poucos – mas muito felizes – dias de vida, já podemos ver e ler neste site uma Continue reading

2 Comments

Filed under Brinquedos, Ilustração, Internet, Literatura

“Nunca vi uma bicicleta e os patos não me largam”, de Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso

 

João dos Santos, grande (imenso!) pedopsiquiatra português, foi um dos primeiros a insistir na questão das competências iniciais que todas as crianças deveriam ter oportunidade de desenvolver para que, mais tarde, consigam ser bem sucedidas nas aquisições formais escolarizadas, como a leitura, a escrita, a matemática, sempre alvo de constantes preocupações parentais e origem de tanto “stress” pedagógico. Falava ele na “leitura do mundo”, tridimensional, real, natural. Só depois de identificados, nomeados, manipulados, interiorizados estes “objetos”, do tamanho real à miniatura, estará a criança mais disponível para a passagem para leituras bidimensionais (fotografias, ilustrações, silhuetas e contornos, e escrita). Sylviane Rigolet, outra prestigiada professora e psicolinguista suíça, a trabalhar desde há longos anos em Portugal, explica bem esta questão ao falar numa “ordem de desenvolvimento das sucessivas leituras do mundo”. Não se percebe pois “certa pseudo-educação”, que obriga classes de bebés a Continue reading

2 Comments

Filed under Ilustração, Literatura

“Bittersweet melodies”, de Feist

 

Feist pegou nas imagens da fotógrafa argentina Irina Werning e fez delas cenário e conceito do novíssimo video para “Bittersweet melodies”, uma das nossas canções de eleição do seu álbum do ano passado, “Metals”. As fotografias pertencem a uma série chamada “Back to the future”. E que melhor consolo pode haver para Continue reading

Leave a comment

Filed under Música

Yara Kono [ilustradora convidada, semana 6]

 

Nasceu no Brasil, tem família japonesa, mas foi em Portugal que Yara Kono afirmou a sua extraordinária identidade autoral como designer e, sobretudo, como ilustradora. Além de desempenhar um papel cada vez mais relevante no quadro criativo da editora Planeta Tangerina, da qual faz parte há quase uma década, tem visto igualmente obras suas publicadas noutras casas centrais da literatura infantojuvenil nacional, da Caminho à Kalandraka. Yara Kono é a Ilustradora Convidada do Cria Cria nos meses de março e abril, um ano depois de ter visto o seu talento devidamente reconhecido ao receber o Prémio Nacional de Ilustração.

 

Cria Cria: Qual foi a coisa mais interessante que aprendeu com a ilustração até hoje? Com quem? Quem é o seu ilustrador favorito? Por que razão? Quem é que imita mais? Fica irritado com isso?

Yara Kono: Aprendi que há muito mais numa ilustração além daquilo que os olhos veem, e que o poder da interpretação, sobretudo entre os mais pequenos, não tem limites. Aprendo todos os dias um Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração

“Mystery Park”, de André Ruivo

 

O ilustrador, realizador e músico André Ruivo, em parceria com a resistente associação Chili Com Carne, acaba de fazer chegar a um circuito selecionado de lojas o seu novo livro “Mystery Park”. A obra de Ruivo, que se distingue pelas suas personagens desproporcionadas e pelas linhas mirabolantes do contorno, carateriza-se também por um singular gesto de humor e ironia. “Mystery Park”, que reúne esquissos e desenhos produzidos pelo autor durante o ano de 2006, em Londres, alguns dos quais publicados originalmente na revista Op., é um reflexo disso mesmo. As ilustrações monocromáticas são marca de Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Yara Kono [ilustradora convidada, semana 5]

 

Nasceu no Brasil, tem família japonesa, mas foi em Portugal que Yara Kono afirmou a sua extraordinária identidade autoral como designer e, sobretudo, como ilustradora. Além de desempenhar um papel cada vez mais relevante no quadro criativo da editora Planeta Tangerina, da qual faz parte há quase uma década, tem visto igualmente obras suas publicadas noutras casas centrais da literatura infantojuvenil nacional, da Caminho à Kalandraka. Yara Kono é a Ilustradora Convidada do Cria Cria nos meses de março e abril, um ano depois de ter visto o seu talento devidamente reconhecido ao receber o Prémio Nacional de Ilustração.

 

Cria Cria: É ilustradora a tempo inteiro, 24 horas por dia? Desenha mentalmente tudo o que vê, estando acordada ou a dormir? E toma notas ou faz esquissos sobre essas visões? O que é que tem de ter sempre consigo para o poder fazer?

Yara Kono: É preciso pensar em outras coisas, desligar do trabalho (e de tudo) de vez em quando, para a vida correr melhor. Quem me dera ter um botãozinho “on/off”… Mas quando tenho as Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração