Monthly Archives: July 2012

Eu, ele e o lugar [no Carrossel com Gémeo Luís]

 

Como construímos a relação dos nossos filhos com o lugar e connosco… Defender o que é nosso só pode passar pelos argumentos, e estes precisam de conhecimento e envolvimento emocional. Sugiro uma visita de mão dada com o seu filho, visitando a cidade como se Continue reading

Leave a comment

Filed under (...)

Nós, os outros e o lugar [no Carrossel com Gémeo Luís]

 

Sentir e viver o lugar é saber quem fez o quê, como, quando e porquê… Crescer com essa noção é construir um mapa. Um mapa de saberes, personalidades, experiências, lugares, edifícios, livros, objetos, situações, pessoas, sons, ideias, na arquitetura, na ciência, no design, no desporto, na música, no cinema, na literatura, na pintura, um mapa do presente e do passado do nosso lugar, seja ele o Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Cinema, Design, Ilustração, Literatura, Música

Para um pai [no Carrossel com Gémeo Luís]

 

Entre pais e filhos, a qualidade é obrigatória… a qualidade dos momentos e das coisas… a qualidade ou garantia do que fica, do que marca… Julgo mais útil dizer uma coisa certeira… acho mais importante dar um exemplo mesmo bom do que vários assim assim… Pouco e excelente parece-me muito bem… Sinto que mais vale um Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Senhor Fixe” e “Senhoras Gémeas”, de Roger Hargreaves

 

Os títulos são dois. Porém, os novos “Senhoras e senhores” de Roger Hargreaves que a Editorial Presença nos propõe para sorridente leitura neste mês de julho são três. Três porque há um par de encantadoras e arredondadas meninas, de laço azul na cabeça, que vem de uma terra em que tudo existe em Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Persépolis”, de Marjane Satrapi

 

Esta obra de Marjane Satrapi é uma irrepetível e singular coleção de memórias gráficas de um Irão em crucial ponto de viragem política e cultural, visto sob o olhar irrepreensivelmente atento, consciente e quase “demasiado humano” de uma criança enquanto se transforma em adolescente e, depois, em jovem adulta. “Persépolis” reúne, num singelo registo de banda desenhada monocromática, as recordações dos flagelos da Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Tier auf Tier” [no Carrossel com Margarida Noronha]

 

Esta pirâmide de animais, caso a consigamos erguer até ao fim – o que não é nada, mesmo nada fácil –, é um jogo alemão da Haba, dos 4 aos 99 anos, para dois a quatro jogadores – um jogador também é mais do que suficiente –, que diverte os miúdos e os Continue reading

Leave a comment

Filed under Brinquedos, Jogos

“The Onion’s great escape”, de Sara Fanelli [no Carrossel com Margarida Noronha]

 

Este ainda não foi testado. Está já há uns meses na lista de espera, vulgo pilha, cá de casa, reservado para estas férias de verão… e promete, digo eu!

Entre as inúmeras propostas de livros de atividades lúdicas, mais ou menos orientadas e mais ou menos felizes, para recortar, criar, desenhar, pintar ou rabiscar, que têm inundado o mercado editorial infantil em Portugal, de há relativamente poucos anos a esta parte, é agora a vez da Continue reading

1 Comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Isto é Paris”, de M. Sasek [no Carrossel com Margarida Noronha]

 

Às vezes, não nos apetece nada sair de casa, ou porque está a chover, ou muito simplesmente porque passamos tanto tempo fora dela, que é mesmo lá que queremos estar e ficar. E isto, vá-se lá saber porquê, também é coisa de crianças!

Num desses dias, cá por casa, folheávamos o “Isto é Paris” de Miroslav Sasek, publicado em Portugal pela Civilização, 51 anos após a data de saída do livro original, quando nos lembrámos de Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Tarefas infinitas”, na Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

 

A nova mostra que o Museu da Fundação Calouste Gulbenkian apresenta ao público nesta sexta feira (e que aí estará patente até ao mês de outubro) inscreve-se como uma proposta de ensaio e reflexão sobre as inumeráveis potencialidades semânticas e dialógicas do livro enquanto objeto de arte. Partindo do seu caráter matérico, averigua-se a hipótese do homem se alcançar ao infinito pelo finito. O livro, o conhecimento e a arte são um dever comum que Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Cinema, Design, Ilustração, Literatura

Erykah Badu ao vivo no Hipódromo Manuel Possolo, Cascais

 

Figura que convoca experiências de comunhão sónica e êxtase absolutos, Erykah Badu irradia pela primeira vez o nosso país amanhã à noite (e há quanto, quanto tempo se fazia esperar por cá…), no Hipódromo Manuel Possolo, em Cascais, para uma Continue reading

Leave a comment

Filed under Música

“Três tristes tontos”, de Tony Ross

 

Tony Ross, um dos autores britânicos mais prolíferos do segmento literário infantojuvenil (com mais de 50 livros publicados, entre eles a célebre coleção “A princesinha”, distribuída em Portugal pela Editorial Presença), apresenta neste seu recente álbum, “Três tristes tontos”, uma narrativa que doseia com apurada sensibilidade, sempre pontuada com humor, os temas do Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Hippopposites”, de Janik Coat [no Carrossel com Sara Amado]

E para acabar, o mais novo, que está a começar. Às vezes, ao fim do dia, nos dias em que está demasiado cansado para dançar ou correr desnorteado pela casa de braços ou carros no ar a dizer frases incompreensíveis com algumas palavras compreensíveis pelo meio, pede para ir para a Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Cartilha maternal”, de João de Deus [no Carrossel com Sara Amado]

 

Vamos ao segundo, o filho do meio. Era o mais novo, mas depressa encarnou o seu novo papel, grande ator que é. Vai para o 1º ano e até há bem pouco tempo não consegui imaginar isso a acontecer. Depois começou a fazer contas (treinado pelo B até à exaustão), a pedir trabalhos de casa e a Continue reading

Leave a comment

Filed under Literatura

“A invenção de Hugo Cabret”, de Brian Selznick [no Carrossel com Sara Amado]

 

Para responder a este triplo convite, e depois de alguma hesitação (tanta coisa para mostrar), pareceu-me que o melhor seria não inventar muito e ir pelo óbvio, ou seja, três dias, três filhos, três livros. Comecemos pelo mais velho, um livro para a prateleira-um-bocadinho-menos-de-baixo, ainda tão vazia na prateleira-de-baixo virtual, mas já a ficar composta na real. Depois desta participação no Carrossel, prometo aparecer por Continue reading

1 Comment

Filed under Cinema, Ilustração, Literatura

“Piano piano”, de Davide Cali e Éric Heliot

 

O autor italo-suíço Davide Cali é já um nome merecedor de confiança no mercado português da literatura infantojuvenil da última meia década. A título de exemplo, relembramos que a Bruaá publicou o seu “Eu espero”, em 2008, a Planeta Tangerina editou “Um dia, um guarda-chuva”, em 2011, e a Gato na Lua, igualmente responsável por este recente “Piano piano”, lançou, também no ano passado, “O que é o amor?”. Nesta obra, o escritor colabora com Éric Heliot, ilustrador francês, para uma humorística narrativa sobre um pequeno rapaz que não lida de forma muito pacífica com o Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura, Música

“As aventuras de Tintin – O segredo do Licorne”, de Steven Spielberg

 

É o repórter mais icónico da banda desenhada. Destemido, audaz e com uma sede insaciável por novas histórias, Tintin enriqueceu o imaginário de todos aqueles que sonhavam com as suas arriscadas aventuras pelo Tibete, pelo Egito, pelo Congo ou até pela lua, concebidas por Hergé nos 24 livros que lhe deram vida. Depois de realizar o primeiro tomo da odisseia de “Indiana Jones” – “Os salteadores da arca perdida” (1981) – Steven Spielberg tomou conhecimento da obra do autor belga, na sequência das afinidades que foram apontadas entre as produções dos dois criadores. Fascinado pelo universo verdadeiramente cinematográfico que então se lhe revelara, o cineasta adquiriu os direitos de adaptação da coleção de Hergé. Esta primeira de três longas metragens resulta de uma súmula de outros tantos livros –  “O caranguejo das tenazes de ouro” (1940/41), “O segredo do Licorne” (1942/43) e “O tesouro de Rackham, O Terrível” (1943) –, cujas narrativas se confluem numa trama que leva Tintin e o seu fiel companheiro Milu a Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema, Ilustração, Literatura

“Ponette”, de Jacques Doillon [no Carrossel com Francisco Vaz da Silva]

 

“Sinopse: Ponette tem quatro anos quando a sua mãe morre num acidente de automóvel. Essa ausência é-lhe insuportável. Ponette fala com ela, espera-a, procura-a. Com uma certeza, uma crença cada vez maior. Ninguém conseguirá convencê-la que Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema

“Tanto quanto”, de Eugénio Roda e Gémeo Luís [no Carrossel com Francisco Vaz da Silva]

 

“À família, que nos faz amigos.
Aos amigos, que nos tornam familiares.
O resto são histórias”
(pág. 1)

“A casa tinha portas para entrar e sair. Tinha chaminé para tirar fumo da lareira e janelas para meter paisagens.
Estava cada vez mais cheia, lá por dentro, e cada vez mais cheia, cá por fora.
Estar: Ser em sítios diferentes sem sair do lugar”
(pág. 2)

Assim começa este livro que é, na minha opinião, uma das melhores edições do ano de 2011. Infelizmente tão Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Entre textos”, de Sara Reis da Silva [no Carrossel com Francisco Vaz da Silva]

 

Sara Reis da Silva coligiu neste livro (publicado pela Tropelias & Companhia em 2011) cerca de duas dezenas de textos/estudos/críticas que foi produzindo e publicando de forma isolada, mas constante, ao longo dos anos de 2010 e 2011 em suportes vários (revistas científicas, blogs, etc.), criando uma obra de grande interesse, que aconselhamos vivamente, para todos aqueles que, de uma forma ou de outra, se debruçam sobre esta problemática. Uma palavra de apreço também pela coragem do Continue reading

Leave a comment

Filed under Literatura

“O gato das botas”, de Chris Miller

 

A personagem é um clássico de Charles Perrault conhecida pela inteligência e astúcia com que fez senhor o Marquês de Carabás. Na versão que Chris Miller adaptou recentemente para o cinema, é em modo Zorro, de heroico espadachim que tem na honra e na amizade os seus valores primaciais, que nos voltamos a reencontrar com este Gato das Botas que já conhecíamos da saga “Shrek” (cujo último dos filmes foi precisamente realizado por Miller). Partindo de um encontro improvável com o Continue reading

Leave a comment

Filed under Cinema, Literatura