“Isto é Paris”, de M. Sasek [no Carrossel com Margarida Noronha]

 

Às vezes, não nos apetece nada sair de casa, ou porque está a chover, ou muito simplesmente porque passamos tanto tempo fora dela, que é mesmo lá que queremos estar e ficar. E isto, vá-se lá saber porquê, também é coisa de crianças!

Num desses dias, cá por casa, folheávamos o “Isto é Paris” de Miroslav Sasek, publicado em Portugal pela Civilização, 51 anos após a data de saída do livro original, quando nos lembrámos de lhe associar as pequenas réplicas em madeira da cidade homónima, comercializadas pela Muji. Descobrimos então muitas coisas: que a Torre Eiffel ou o Arco do Triunfo, claro, ainda lá estão; mas que agora, por exemplo, no pátio do Louvre, há uma pirâmide de vidro do arquiteto I. M. Pei, e que, se calhar, já não se veem assim tantos gatos a correr as ruas da cidade, apesar de haver gente ainda que teima em andar de baguetes em riste na mão.

 

 

Saltar desse título para os outros da coleção disponíveis em português – Nova Iorque, Londres e Roma -, e associar-lhes as respetivas miniaturas, foi muito fácil e proporcionou-nos alguns momentos divertidos e uma bela conclusão: estes livros, com cerca de 50 anos e de certa forma datados, apesar da atualização factual editorial no final, revelam muito da intemporalidade das cidades, pelos seus monumentos, graças à sua cultura; mas muito também das suas fragilidades, que o tempo e a história lhes vão, naturalmente ou não, infligindo: as Torres Gémeas erigidas nos anos 1970 não figuram no “Isto é Nova Iorque”, nem poderiam, obviamente, sendo o livro de 1960; mas o pior, pior, é que nem na atualização factual final lá poderiam constar, exceto talvez, se o editor e/ou o autor, caso vivesse ainda, assim o tivessem entendido, como um parênteses ou um “dado histórico”, um desses “dados” que podemos de quando em quando lembrar, explicar e contar!

 

 

Margarida Noronha [convidada do Carrossel Cria Cria*]

 

*O Cria Cria completou no início de junho um ano de vida. Como presente, pedimos um carrossel. O verão já chegou, e é no nosso carrossel, na companhia daqueles que ao longo deste ano nos ajudaram a crescer e a dar os primeiros passos, que queremos sentir a sua brisa quente. As nossas viagens serão feitas com outras crianças sem idade, como nós: escritores, editores ou distribuidores cujos trabalhos na área cultural e pedagógica para o público infantojuvenil nos motivaram e inspiraram ao longo destes 12 meses. Fieis ao lema de um antigo carrossel que garantia sempre “mais uma volta, mais uma emoção”, queremos que cada um desses nossos convidados passe um longo fim de semana connosco, partilhando a cada nova volta do carrossel uma nova emoção: propostas de paixões pessoais mais ou menos recentes neste campo (e não só…), ideias que nos tenham escapado e que sabemos que vão transformar o Carrossel Cria Cria numa aventura mais feliz e bonita. Em junho, julho e agosto, sempre à sexta feira, ao sábado e ao domingo, aqui brindamos à entrada no nosso segundo ano e aqui celebramos o solarengo estio – época em que, mais do que nunca, as crianças querem estar com os velhos amigos, conhecer novos, brincar, trocar conhecimentos e experiências… e ver a vida a andar à roda… Para continuar a fazer rodar o nosso Carrossel, temos neste fim de semana a companhia de Margarida Noronha, diretora editorial da Kalandraka Portugal e tradutora.
Advertisements

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s