“Persépolis”, de Marjane Satrapi

 

Esta obra de Marjane Satrapi é uma irrepetível e singular coleção de memórias gráficas de um Irão em crucial ponto de viragem política e cultural, visto sob o olhar irrepreensivelmente atento, consciente e quase “demasiado humano” de uma criança enquanto se transforma em adolescente e, depois, em jovem adulta. “Persépolis” reúne, num singelo registo de banda desenhada monocromática, as recordações dos flagelos da revolução islâmica de 1979, as atrocidades cometidas aquando da guerra com o Iraque, a luta contra o fundamentalismo e o estado teocrático, e as experiências familiares vividas em todo esse contexto. Pensar neste livro repleto de reminiscências da Antiga Pérsia é pensar também numa crónica, num quase diário, em que, a par da evolução política de um país, se acompanha a evolução de uma rapariga comprometida com os valores da sua cultura. Feito de dois tomos – “A história de uma infância” e “A história de um regresso” – “Persépolis” não se propõe a um retrato idealista, mas a uma autobiografia espontânea e genuína.

 

ler texto integral no Doodles

 

livro “Persépolis”, de Marjane Satrapi
Contraponto, 2012
[a partir dos 13 anos]

Advertisements

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s