“Aurora”, de Sara Serpa e Ran Blake

capa sara serpa ran blake aurora

 

Um par de anos volvidos sobre a edição do surpreendente “Camera obscura” (Inner Records, 2010), o díptico da prodigiosa Sara Serpa com o lendário Ran Blake regressa com “Aurora”, agora mesmo lançado com o selo da portuguesa Clean Feed e que fixa discograficamente o memorável concerto da dupla na Culturgest de Lisboa em maio deste ano. As interpretações de Sara Serpa, pela ágil plasticidade da sua voz, parecem oscilar entre uma implacável autoridade, uma inocência quase infantil, e um lamento murmurante que nos convida ao ritual. E o piano do génio norteamericano, que vai desenhando a moldura, parece impedir que a voz da cantora portuguesa se alastre, mantendo-a numérica e indicando o norte com a irreverência que lhe é tão própria. A solidez do que aqui se constrói parece ser intrínseca à imprevisibilidade da errância. Os 12 temas que compõem o álbum fazem deste uma obra eclética e volúvel, cuja harmonia e coesão são predicados de uma intimidade muito pessoal que nunca se ausenta.

 

disco “Aurora”, de Sara Serpa e Ran Blake
Clean Feed / Trem Azul, 2012
[a partir dos 4 anos]

 

ler texto integral no Doodles

 

Advertisements

Leave a comment

Filed under Música

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s