Davide Cali: dois livros

capa a rainha das ras

 

O escritor infantojuvenil Davide Cali, um dos mais aclamados da atualidade, já é conhecido do mercado português. Cali nasceu em Liestal, na Suíça, em 1972. Iniciou a carreira na década de 90, quando já vivia em Génova, Itália, concebendo tiras cómicas para a revista Linus. Desde então, escreveu dezenas de livros para o público infantil. A obra de Cali é vasta e indicada para todos os gostos e para diversos escalões etários. Títulos como “Um dia, um guarda-chuva” (Planeta Tangerina, 2011), “Eu espero…” (Bruaá, 2008), “Piano piano” (Gato na Lua, 2012), “O que é o amor?” (Gato na Lua, 2011), “Adoro chocolate” (Kalandraka, 2011), “Quero uma mamã robot” (Horizonte, 2007) e “Um papá à medida” (Ambar, 2007) vão tornar o momento da leitura ainda mais viciante para as crianças.

Tal como citado no sítio da Bruaá, o escritor diz que gosta de “falar das pequenas coisas da vida”. Nas obras que agora apresentamos, duas edições originais daquela editora da Figueira da Foz publicadas quase em simultâneo há poucas semanas, percebemos que ele tem também o dom de falar de grandes questões da vida de uma maneira ao mesmo tempo simples e profunda. Em “Arturo”, a perda, a busca, a espera e o amor incondicional são temas mostrados com sensibilidade. Nas linhas curtas e repletas de emoção, estão retratados triviais detalhes do quotidiano, como o conhecimento dos lugares preferidos do companheiro do protagonista canino que dá nome à obra, a sua rotina, os seus prazeres. As ilustrações fotográficas da italiana Ninamasima merecem destaque: usando de forma poética as luzes, desfocagens e diferentes planos, mostra com imagens os sentimentos que Cali descreve em palavras. “Arturo” é como uma ode ao amor perdido.

 

capa arturo

 

Passando para uma esfera dominada por uma maior dose de humor, “A rainha das rãs não pode molhar os pés” traz um cenário lúdico e pedagógico para os miúdos: uma lagoa com rãs que saltam, apanham moscas, dormem sestas e brincam com as libélulas. As belas ilustrações do italiano Marco Somà estimulam o imaginário infantil e complementam a narrativa. Ainda que de maneira subtil, a obra explora o senso questionador das crianças, mostrando uma sociedade insatisfeita com o mundo que a rodeia e o desejo da mudança. Dessa forma, os pequenos leitores são inseridos num contexto um tanto político, onde o povo tem o poder de alterar a realidade.

 

livro “Arturo”, de Davide Cali [texto] e Ninamasima [ilustrações]
Bruaá, 2012
[a partir dos 2 anos]

livro “A rainha das rãs não pode molhar os pés”, de Davide Cali [texto] e Marco Somà [ilustrações]
Bruaá, 2012
[a partir dos 3 anos]

Advertisements

Leave a comment

Filed under Fotografia, Ilustração, Literatura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s