“A coisa terrível que aconteceu a Barnaby Brocket”, de John Boyne e Oliver Jeffers

capa a coisa terrivel que aconteceu a barnaby brocket

 

No mundo em que Barnaby Brocket nasceu, é preciso ser normal. Ora, na verdade, para o pequeno Barnaby, ser normal significa não obedecer à lei mais fundamental de todas: a lei da gravidade – Barnaby é um menino flutuante. Podemos pensar que este será mais um livro sobre a diferença, ou melhor, sobre a aceitação da diferença, sobre a celebração da diferença, sobre a superação da diferença. Se assim for, teremos de o ler outra vez. Na verdade, a questão-chave lá está, bem explícita, no vigésimo quarto capítulo: “o que significa ser normal?” Para Barnaby, a resposta poderá encontrar-se simplesmente algures ao longo da sua acidentada viagem, um percurso de maturação em demanda de felicidade. Mas talvez Barnaby encerre em si a resposta. Talvez seja ele, de facto, a resposta. Juntando algo da seriedade poética de Saint-Exupéry, da comicidade absurda de Roald Dahl, da malícia sarcástica de Lemony Snicket, John Boyne cria heróis contemporâneos, de matriz dickensiana, numa escrita rítmica, cinematográfica, equilibrada nos diálogos e sequências. As ilustrações inconfundíveis de Oliver Jeffers conferem o toque final de leveza à obra, complementando, com as subtilezas do seu inteligente humor visual e legendagem sintética, os momentos decisivos da narrativa (e permitindo-nos, igualmente, detetar um lamentável lapso da tradução: os “gémeos siameses”, são, na ilustração de Jeffers, gémeas siamesas…). Numa época em que enviar postais ilustrados é um hábito em vias de extinção, é interessante o cuidado colocado na reprodução das missivas que Barnaby Brocket envia à família, devidamente seladas e estampadas, assinalando a sua passagem por diferentes zonas geográficas. Aviso aos pais e filhos leitores: a coisa terrível que aconteceu a Barnaby Brocket, é mesmo uma coisa terrível.

 

Paula Pina

 

livro “A coisa terrível que aconteceu a Barnaby Brocket”, de John Boyne [texto] e Oliver Jeffers [ilustrações]
Bertrand, 2013
[a partir dos 9 anos]

 

Advertisements

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s