“Biblioteca Fnac Kids – 100 livros que crescem contigo”

biblioteca fnac kids 100 livros que crescem contigo

 

Uma ideia, quando é válida, pode e deve repetir-se. É esse o caso do simpático guia “Biblioteca Fnac Kids – 100 livros que crescem contigo“, num formato prático e sintético, que a Fnac acabou de lançar, aparentado com aqueloutro, saudoso já, elaborado pela equipa do Projeto Gulbenkian / Casa da Leitura. Se nem sempre os critérios de seleção são irrepreensíveis, se faltam ilustradores de relevo ou uma revisão de texto mais cuidada, assumidas as consequências típicas de quem arrisca escolhas num universo extremamente rico, estes cem livros, escalonados por faixas etárias, podem constituir um bom ponto de partida para a criação de uma biblioteca infantojuvenil. Atendendo a uma diversidade de géneros, estilos, gostos, temáticas, prémios, inclusões programáticas, editoras, sucessos e recomendações, neste guia descobrimos de facto alguns dos nomes emblemáticos da nova geração de autores e ilustradores portugueses, como os premiados Afonso Cruz, Ana Pessoa, Ana Saldanha, André Letria, António Jorge Gonçalves, Bernardo Carvalho, Carla Maia de Almeida, Catarina Sobral, Cristina Valadas, David Machado, Fernanda Fragateiro, Henrique Cayatte, Isabel Minhós Martins, Madalena Matoso ou Yara Kono; recordamos os ilustres e intemporais Bruno Munari, Eric Carle, Leo Lionni, Maurice Sendak, Roald Dahl e Shel Silverstein, sem esquecer Janosh, a dupla de Goscinny e Sempé, Jutta Bauer, Hervé Tullet ou Oliver Jeffers. As vozes canónicas de língua portuguesa de Alice Vieira, António Mota, António Torrado, Jorge Amado, José Eduardo Agualusa, José Gomes Ferreira, José Jorge Letria, José Saramago, Luísa Ducla Soares, Manuel António Pina, Maria Alberta Menéres, Sidónio Muralha ou Sophia de Mello Breyner Andresen, alinham-se com os clássicos internacionais, como Antoine de Saint-Exupéry, a Condessa de Ségur, Daniel Defoe, James Barrie, Johanna Spyri, Jules Verne, Lewis Carroll, Louise May Alcott, Mark Twain ou Robert Louis Stevenson. De Enid Blyton a Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, de Anne Frank a John Boyne, de C. S. Lewis a Pierdomenico D. Baccalario e J. K. Rowling, temos muito por onde começar.

Para além das sugestões da Fnac, ficamos a conhecer as recomendações de obras inesquecíveis, graças à participação de personalidades do universo editorial infantojuvenil que recordam livros que os marcaram na infância: dos ilustradores Bernardo Carvalho, Danuta Wojciechowska, Madalena Matoso, Ricardo Cabral; dos escritores Afonso Cruz, Ana Maria Magalhães, Ana Pessoa, José Jorge Letria, Luísa Ducla Soares, e da crítica e mediadora Andreia Brites. A recomendação do Cria Cria também lá está, na página número quinze. As razões da nossa escolha – “O sol livro – Leituras para a 2.ª fase / 2.º ano do Ensino Primário”, de Matilde Rosa Araújo – poderão ser devidamente compreendidas na versão completa do texto que submetemos à Fnac, que aqui publicaremos amanhã.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s