Monthly Archives: July 2014

“A flor do equinócio”, “Bom dia” e “O fim do outono”, de Yasujirô Ozu

yasujiro ozu ohayo

 

Parafraseando um dos seus mais emblemáticos títulos, celebremos o facto de, um ano depois da primavera comercial tardia de “Viagem a Tóquio” (1953) e “O gosto do saké” (1962), Yasujirô Ozu estar de regresso aos cinemas portugueses com um ciclo no Espaço Nimas (com uma breve passagem, em agosto, pelo Theatro Circo, Braga, e, em setembro, também pelo portuense Teatro Municipal Campo Alegre), que, a partir de hoje, exibirá três das mais esplendorosas longas metragens da fase final da sua filmografia, agora em versões restauradas digitalmente. “A flor do equinócio” (1958), “Bom dia” (1959) e “O fim do outono” (1960) são três dos apenas seis filmes que Ozu dirigiu a cores. Talvez por esse motivo, as três obras que agora iluminam a sala do Nimas parecem sublinhar e consolidar as particularidades que distinguem a vasta carreira do realizador, não somente quanto às escolhas narrativas – o tema da família e das Continue reading

Advertisements

Leave a comment

Filed under Cinema

Jagwa Music, concertos em Lisboa, Sines e Barcelos

jagwa music

 

Os Jagwa Music, associação de músicos de rua da Tânzania e guardiões universalistas do arsenal de códigos sónicos a que se convencionou chamar mchiriku, constituem-se num som de indesmentível vigor e de inequívoco rigor, de ânsia rítmica e dissonância melódica. Música visceralmente original – porque em ligação direta à nossa origem sensorial – e radical – porque em permanente exploração das Continue reading

Leave a comment

Filed under Música

“Com o tempo”, de Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso

capa com o tempo

 

O que é o tempo? Como é que ele pode tornar alguma coisa melhor? Será que tudo muda com ele? É um conceito real e concreto, como um conjunto de segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos, décadas, séculos. E, também, é algo abstrato, como as memórias de um período distante. O tempo está sempre a passar, a passar e a passar. Essa inexorável passagem é o tema do magnífico livro “Com o tempo”, de Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso, que apresenta uma seleção de situações nas quais o tempo atua como agente principal de Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Gabriela Albergaria na Vera Cortês Art Agency, Lisboa

gabriela albergaria european copper beech wave hill garden ny 2014

 

O corpus artístico que Gabriela Albergaria tem vindo a desenvolver nas últimas décadas tem uma coerência que evidencia um ímpeto entusiasta para explorar um tema até à sua exaustão. Certos trabalhos tiveram origem numa exploração concetual dos jardins e parques enquanto representações do nosso imaginário. No entanto, com esta parecem surgir outros problemas que lhe são extensíveis, tais como a Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas