Tag Archives: Béatrice Rodriguez

Histórias sem letras [no Carrossel com Rita Cavaco]

 

A produção da imagem como contadora de histórias tem chegado até nós através da pintura, da fotografia e, mais tarde, do cinema (ainda que, aqui, dinamizada pelo movimento e pela música). Nos livros, por contraste, as imagens são, geralmente, esperadas como complemento do texto e não tanto como a única linguagem disponível. Para várias idades, uns mais dramáticos que outros, os livros de histórias sem letras, pelas releituras que exigem e por possíveis interrogações que vão suscitando, são um Continue reading

Advertisements

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

2011 > essencial > literatura > livros > internacionais

 

Uma reflexão e sistematização do que a história fará perpetuar na produção criativa de determinado ano não é, em nosso entender, tarefa que possa ser devidamente cumprida ainda no decurso desse período ou, sequer, nos dias que se seguem ao seu fim. Por isso, sem as precipitações e as obsessões normativas que regem a quase totalidade das publicações culturais por este mundo dentro, optamos por deixar as obras que mais nos enriqueceram em 2011 assentar um pouco da sua intemporalidade nesta primeira meia dúzia de semanas de 2012 – e resumimos, desde ontem e nos próximos dias, o que nos parece ser a essência dessa colheita, os trabalhos aos quais o ano passado merece ficar efetivamente associado. Ao segundo passo desta pequena sequência de balanços, a produção literária infantojuvenil de autoria estrangeira que Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“O ladrão de galinhas”, “A vingança do galo” e “A pesca”, de Béatrice Rodriguez

 

O mundo está cheio de galinhas. Supondo, à laia de exercício argumentativo, que esta taxativa afirmação poderia suscitar em alguns dos nossos leitores uma qualquer dúvida e requerer imediata justificação, e sabendo nós que a galinha continua a manter um intocável estatuto simbólico, imagético, filosófico, metafórico e ritualístico, acendendo ainda hoje fervores morais e religiosos, consumísticos, biológicos, domésticos ou industriais, talvez possamos começar por uma confortável reformulação: a literatura de receção infantil está cheia de galinhas. Senão vejamos, a título meramente exemplificativo e memorativo (excluindo, por discutíveis questões Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura