Tag Archives: Fernando Pessoa

“O sol livro”

capa o sol livro

 

Custou 35 escudos. Foi autorizado nos termos do despacho ministerial de 4/6/75. A editora, Livros Horizonte, Lda., sita na Rua das Chagas, 17-1.º Dt.º, Lisboa-2, fez desta primeira edição uma tiragem de 25000 exemplares, em outubro de 1976. O arranjo gráfico e artístico coube a Manuel Correia. São 73 textos e 73 autores, 125 páginas. O que surge na capa, após o título, é “Leituras para a 2.ª fase / 2.º ano do Ensino Primário”. Houve quem lhe chamasse “livro de leitura” e “manual”. Bizarra recomendação esta, vinda de alguém que sempre abominou “manuais”, base de Continue reading

Advertisements

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Educação, Ilustração, Literatura, Ram Ram

Colhe o dia, porque és ele

gerhard richter mother and child 1995

 

Uns, com os olhos postos no passado,
Veem o que não Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Literatura

“Fernando Pessoa – Plural como o universo”, na Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

 

“Sê plural como o universo” surge escrito no topo de uma folha branca de papel, máxima-título de texto por escrever ou tantas vezes escrito, cujas continuidades se adivinham e concretizam em toda a obra que hoje conhecemos de Fernando Pessoa. A folha original está exposta na última sala, e nela figura esta frase que, despojada do verbo imperativo, (des)apropriada portanto, serve de mote da exposição. As mesmas palavras surgem também, escrita negra em espelho deformante, marcando a entrada numa das salas. Outro topo de folha, desta vez pedaço rasgado, figura num dos painéis: “O universo é Continue reading

1 Comment

Filed under Artes plásticas, Literatura, Ram Ram