Tag Archives: Gémeo Luís

“Capuchinho Vermelho – Histórias secretas e outras menos”

 

Agora que se assinalam 200 anos sobre a publicação de “Contos da infância e do lar”, dos irmãos Grimm, a Bags of Books edita uma coletânea de contos e “outros menos” em que se reinventa uma das narrativas aí incluídas, “O Capuchinho Vermelho”. Este é um clássico incontornável da literatura infantojuvenil, que, apesar de ser atribuído à dupla de autores alemães e a Charles Perrault (que assina texto com igual título em “Contos da Mãe Gansa”), remonta a Continue reading

Advertisements

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Eu, ele e o lugar [no Carrossel com Gémeo Luís]

 

Como construímos a relação dos nossos filhos com o lugar e connosco… Defender o que é nosso só pode passar pelos argumentos, e estes precisam de conhecimento e envolvimento emocional. Sugiro uma visita de mão dada com o seu filho, visitando a cidade como se Continue reading

Leave a comment

Filed under (...)

Nós, os outros e o lugar [no Carrossel com Gémeo Luís]

 

Sentir e viver o lugar é saber quem fez o quê, como, quando e porquê… Crescer com essa noção é construir um mapa. Um mapa de saberes, personalidades, experiências, lugares, edifícios, livros, objetos, situações, pessoas, sons, ideias, na arquitetura, na ciência, no design, no desporto, na música, no cinema, na literatura, na pintura, um mapa do presente e do passado do nosso lugar, seja ele o Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Cinema, Design, Ilustração, Literatura, Música

Para um pai [no Carrossel com Gémeo Luís]

 

Entre pais e filhos, a qualidade é obrigatória… a qualidade dos momentos e das coisas… a qualidade ou garantia do que fica, do que marca… Julgo mais útil dizer uma coisa certeira… acho mais importante dar um exemplo mesmo bom do que vários assim assim… Pouco e excelente parece-me muito bem… Sinto que mais vale um Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“Tanto quanto”, de Eugénio Roda e Gémeo Luís [no Carrossel com Francisco Vaz da Silva]

 

“À família, que nos faz amigos.
Aos amigos, que nos tornam familiares.
O resto são histórias”
(pág. 1)

“A casa tinha portas para entrar e sair. Tinha chaminé para tirar fumo da lareira e janelas para meter paisagens.
Estava cada vez mais cheia, lá por dentro, e cada vez mais cheia, cá por fora.
Estar: Ser em sítios diferentes sem sair do lugar”
(pág. 2)

Assim começa este livro que é, na minha opinião, uma das melhores edições do ano de 2011. Infelizmente tão Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

“minhamãe”, de Eugénio Roda e Gémeo Luís

 

As montras resplandecem de cor de rosa, cartõezinhos e coraçõezinhos, bonequitos e versitos, dos clássicos aos humorísticos ou aos do mais absoluto mau gosto, de excertos de grandes poemas a más traduções de discutíveis aforismos de sábios pensadores. E depois temos a mercadoria vária, do “exfoliante vibrante que deixa os pés macios num instante” à zombeteira caneca ou ao ursinho contrafeito agarrado a uma túrgida almofada em forma de coração. Não há escola ou jardim de infância que se não afadigue, ano após ano, a criatividade desgastada, formaldeída e formulaica, literalmente obrigando grupos e grupos de crianças, sob pressão, a produzir “prendinhas” em série e sem sentido, em Continue reading

1 Comment

Filed under Ilustração, Literatura