Tag Archives: Tomi Ungerer

2011 > essencial > literatura > livros > internacionais

 

Uma reflexão e sistematização do que a história fará perpetuar na produção criativa de determinado ano não é, em nosso entender, tarefa que possa ser devidamente cumprida ainda no decurso desse período ou, sequer, nos dias que se seguem ao seu fim. Por isso, sem as precipitações e as obsessões normativas que regem a quase totalidade das publicações culturais por este mundo dentro, optamos por deixar as obras que mais nos enriqueceram em 2011 assentar um pouco da sua intemporalidade nesta primeira meia dúzia de semanas de 2012 – e resumimos, desde ontem e nos próximos dias, o que nos parece ser a essência dessa colheita, os trabalhos aos quais o ano passado merece ficar efetivamente associado. Ao segundo passo desta pequena sequência de balanços, a produção literária infantojuvenil de autoria estrangeira que Continue reading

Advertisements

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura

Passatempo “O homem da lua”, de Tomi Ungerer

 

O Cria Cria tem para oferecer, com a amável colaboração da editora Bags of Books, cinco exemplares do livro “O homem da lua”, de Tomi Ungerer, que está à venda desde ontem e que já aqui descrevemos como “uma odisseia surpreendente e intemporal, de traço afetuoso mas que não esconde uma dimensão social marcadamente crítica”. Para receber um destes álbuns, basta que Continue reading

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura, Passatempos

Celebrando 80 anos de Tomi Ungerer

 

Tomi Ungerer é um ícone. Merece sê-lo e sabe sê-lo. Completa hoje 80 anos. Depois da retumbante estreia com “The Mellops go flying”, o caminho foi prolífico e generoso para o multitalentoso e hipercriativo arquiteto-designer-“desenhador”-obsessivo e bibliófilo Tomi Ungerer. As suas obras encontram-se espalhadas um pouco por todo o lado e é impossível não reparar nelas: casas de banho públicas e um aqueduto, uma escola em forma de gato, Continue reading

Leave a comment

Filed under Artes plásticas, Cinema, Ilustração, Literatura

Passatempo “Crictor”, de Tomi Ungerer


O Cria Cria tem para oferecer, com a amável colaboração da Kalandraka, cinco exemplares do livro “Crictor”, de Tomi Ungerer, à venda desde anteontem. Para receber um destes álbuns, basta que seja um dos primeiros cinco leitores a enviar-nos uma frase criativa subordinada ao tema “A minha mascote assustadora predileta”, bem como a responder corretamente às seguintes questões:

1) Em que ano Tomi Ungerer foi galardoado com a Legião de Honra francesa?

2) Qual é a profissão de Madame Louise Bodot, uma das protagonistas de “Crictor”?

3) Que ocasião irá trazer novamente o nome de Tomi Ungerer ao Cria Cria no final do próximo mês?

As respostas devem ser enviadas para op@oporium.net, com a referência “passatempo Tomi Ungerer” no assunto. Não se esqueça igualmente de referir os seus dados pessoais: nome, morada completa para envio do livro, email e telemóvel.

Este passatempo é válido apenas para subscritores do Cria Cria. Se ainda não subscreveu o blogue, poderá fazê-lo no espaço reservado para o efeito que encontrará aqui ao lado, na coluna da direita.

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura, Passatempos

“Crictor”, de Tomi Ungerer

 

Tomi Ungerer (nascido em 1931), um dos artistas mais polifacetados, influentes, controversos e geniais da história da literatura para crianças, da arquitetura, da escultura, do design, da publicidade, tem sido recentemente alvo de merecida e renovada atenção, um pouco por todo o mundo. A ele voltaremos a 28 de novembro, dia do seu aniversário, para retrospetivamente desvendarmos um pouco mais da biografia, obra e personalidade.

O implacável olhar crítico de Ungerer e as suas ousadias artísticas suscitam polémica, e as suas afirmações são manifestos: “toda a gente devia saber jabberwocky” (a língua absurda de Carroll, Belloc e Lear), “as minhas obras são o pesadelo dos pedagogos”, “gosto que as crianças se riam dos adultos”. Adjetivos como “traumatizante”, “perverso” ou “instigador” foram aplicados ao autor, e, como consequência, os seus livros para crianças deixaram de ser editados. Mas, contrariamente ao previsto, Ungerer não caiu no esquecimento, muito pelo contrário. Exemplos disso são a reedição recente das suas obras (algumas não disponíveis desde 1970), ou o Musée Tomi Ungerer, inaugurado em 2007, em Estrasburgo, já considerado um dos dez melhores museus da Europa.

Com “Crictor”, publicado originalmente em 1958, a Kalandraka amplia a lista de obras de Ungerer traduzidas para português, estreada com o clássico “Os três bandidos” (1961), em 2007. “Crictor” é divertido e supreendente. Ao refinado toque neoclássico francês, visível na elegância das linhas e nos décors, junta-se o exotismo africano de algumas referências e o insólito da narrativa. Recorrendo a uma paleta reduzida de cores em fundo sóbrio (tons femininos e requintados de cor de rosa aliados à singeleza vegetal dos verdes), temos uma síntese perfeita de dois universos: a cidadezinha francesa, na qual habita uma frágil, solitária e sofisticada senhora idosa, Madame Louise Bodot; o distante e misterioso terrítório africano, e o filho de Madame Bodot, estereótipo do explorador, que por lá estuda répteis.

Uma jiboia, ou melhor, uma boa constritora, é a mascote protagonista da história e futura heroína da cidade. Bem humorado e didático, “Crictor” fará as delícias dos que desejam iniciar as suas crias nos mistérios da literacia e da numeracia. Entre a ilustração, a banda desenhada e o filme de animação, entre o manual e a narrativa exemplar, “Crictor” conjuga o irónico e o absurdo, o satírico e o cómico, numa história de aceitação mútua e integração, para todas as idades, raças… e feitios.

Felizmente, a edição portuguesa não acrescentou nenhum subtítulo, ao contrário da brasileira: “Crictor, a serpente boazinha”. Tomi Ungerer iria detestar. Nós também. “Crictor”, apenas, está muito bem.

 

livro “Crictor”, de Tomi Ungerer
Kalandraka, 2011
[a partir dos 3 anos]

 

Paula Pina

Leave a comment

Filed under Ilustração, Literatura